AGENDA DE SHOWS

Fique por dentro da agenda de shows do Tiago.

CONFIRA

OUTROS DEDILHAM VIOLÕES

Saiba como tocar as canções do Tiago Iorc com vídeo aulas bem feitas e simples.

CONFIRA

GRUPO NO FACEBOOK

Faça parte do nosso grupo no Facebook, compartilhe fotos, vídeos e experiências com outros fãs.

PARTICIPE

SPOTIFY

Acompanhe a discografia completa do Tiago Iorc no Spotify. Seu último álbum, 'Troco Likes' está disponível.

OUÇA

DÚVIDAS

Alguma dúvida ou, simplesmente, gostaria de fazer contato conosco?

ENVIE UM E-MAIL
Siga-nos
no Instagram
@tiagoiorconline.

Minha Vida Cristã: Tiago Iorc e a beleza do encontro em “Amei Te Ver”


O site "Minha Vida Cristã" lançou um novo texto incrivel sobre a beleza da vida em forma artistica e mais uma vez o Tiago é o protagonista da matéria.
Leia:

A beleza do encontro:

‘Amei Te Ver’ me parece descrever a história do encontro de um casal apaixonado desde o momento em que se veem até o momento em que celebram seu amor através do sexo. Atualmente encontramos pouca sensibilidade por parte dos artistas para tratar desse assunto, o que temos aos montes são músicas de cunho altamente pornográfico, que menosprezam a beleza e o corpo da mulher,  onde o uso de termos chulos que aviltam a singeleza de um momento tão lindo como este, e também a poesia e a sonoridade das canções, são práticas corriqueiras. Existe ainda, muita dificuldade de se falar e celebrar o sexo como algo criado por Deus para o bem do ser humano. Claro que nós cristãos temos uma ética sexual pautada na Escritura Sagrada, que limita o sexo ao leito matrimonial, contudo, e digo isso em forma de protesto, não é pelo fato de termos uma ética sexual atrelada ao casamento que devemos transformar nossa apreciação pelo sexo em algo medíocre, reprimido e limitado.

Resolvi escrever sobre ‘Amei Te Ver’, pois Iorc não precisou se utilizar de futilidades, banalidades, pornografia, diminuição da mulher ou da utilização de algum dialeto específico como o ‘evangeliquês’, para falar sobre o assunto. Ele foi direto, mas cordial, ousado, mas educado, apaixonado, mas não insensato, profundo, mas não pornográfico. Ele começa: “ah! quase ninguém vê, quanto mais o tempo passa mais aumenta a graça em te viver”, o amor que ele sente tem muito mais a ver com a essência do lado de dentro de seu coração, tem muito mais a ver com a vivência real do que com a aparência virtual tão idolatrada e almejada hoje em dia. “O coração dispara, tropeça quase para, me encaixo no teu cheiro e ali me deixo inteiro”, a forma como ele descreve o momento dos amantes é singela, mas não deixa de ser contundente e fiel ao momento mágico de amor que eles estão vivendo. Tiago segue: “ah! quase ninguém vê, quanto mais aumenta a graça, mais o tempo passa por você”. Parece-me que ele não está apegado ao tempo, pois quanto mais o tempo passa, mais graça ele encontra em ver sua amada. Ele segue: “o tanto que eu gosto me desmancho quando encosto em você”, Tiago está falando da emoção da sua entrega ao apenas encostar em sua amada, está descrevendo algo muito íntimo sem agredir, sem precisar ferir o ouvido do seu ouvinte e ao mesmo tempo sendo altamente sensível e passional.

O refrão da música é simples, apenas uma frase que diz: ‘eu amei te ver’. Quantos de nós temos perdido a capacidade de olhar? Quantos de nós não enxergamos mais o outro, não apreciamos mais, não observamos mais. Perdemos a capacidade de passar longos períodos de tempo olhando, traço por traço, fio por fio, cada tom, cada sorriso, cada forma, cada curva, cada parte do corpo, cada detalhe, cada gesto, perdemos. Hoje não nos olhamos mais nos olhos, recusamos desnudar a janela da nossa alma para o outro e é justamente esse aspecto que Tiago explora: a verdade e a profundidade de um olhar dentro da relação humana. De que adianta carnalidade sem o coração? De que adianta sexo selvagem de todos os tipos e formas sem cumplicidade, respeito e admiração? Por que nos transformamos em bichos? Onde foi parar nossa consideração para com o outro que foi criado a imagem e semelhança de Deus? Por que temos desprezado ao longo de eras a forma que Deus estabeleceu para que o ser humano vivesse sua sexualidade? Por que tamanha arrogância e desprezo por Deus da parte do homem? Aonde vamos parar com tudo isso? Tiago nos diz que mais do que usar alguém, ele amou viver e amar esse alguém.

A ponte da canção é a parte que mais admirei dentre todas, ela diz: “o coração dispara, tropeça quase para, me enlaço no teu beijo, abraço o teu desejo”, ele não está preocupado apenas consigo mesmo e com seus próprios desejos, antes, ele acolhe o beijo de sua amada e se importa com seu desejo, “a mão ampara a calma, encosta lá na alma, e o corpo vai sem medo, descasca teu segredo, da boca sai: não para, é o coração que fala, o laço é certeiro metades por inteiro”, Tiago não precisou de  vocabulário de baixo calão. A mão que perpassa o corpo de sua amada é a mesma que traz calma e toca em sua alma, assim o corpo vai sem medo, conhecendo cada vez mais seus segredos, da boca de seu coração vem o desejo: não para! O laço é certeiro, as metades agora são um inteiro, está tudo aí descrito, celebrado, cantado, vivido, perfeito! Isso é arte no seu nível mais esplendoroso!

Por fim, acredito que valha a pena também, tecer aqui alguns comentários sobre o polêmico clipe da canção que foi gravado por Tiago junto com a atriz Bruna Marquezine. Minha percepção é de que a mesma beleza e singeleza aplicadas à letra da canção foram aplicadas à ideia do clipe. O fato deles estarem seminus, mas ao mesmo tempo não mostrarem nenhuma nudez agressiva ou pornográfica ao longo de todo o clipe, a meu ver foi genial, conseguiu captar a essência e o espírito da música. O take único que caminha lentamente pelos corpos e feições de Tiago e Bruna, faz-nos valorizar o olhar, a observação e a apreciação de cada detalhe encenado naquele momento, afinal de contas, a música do clipe se chama ‘Amei Te Ver’. Eles abriram mão de corpos esculturais em danças explicitamente pornográficas, abriram mão de uma produção cinematográfica, abriram mão da parafernalha toda e resolveram se dedicar ao simples e ao singelo. Eu gostei!

Mediocridade x Brilhantismo:

Iorc continua sendo um grande exemplo da graça de Deus que, em sua bondade e majestade, distribui dons e talentos fantásticos a todos os tipos de pessoas, sejam elas do gueto ou não. Minha reflexão nasce da observação do que tem sido produzido no meio cristão, ouso dizer que com Iorc podemos aprender a ser mais honestos e menos encanados, e, mais brilhantes e menos moralistas. O intuito de se analisar a arte de Tiago Iorc é apenas o de lutar contra a mediocridade que infelizmente, por vezes, assola a música evangélica, e apontar para um caminho de infinitas possibilidades que a arte nos oferece para que falemos daquele que é o grande artista e de tudo que Ele nos dá graciosamente para desfrutarmos em vida para a eternidade, da forma mais bela e santa que pudermos, seja como, quando e por meio de quem for. Deixo também registrado que um dos intuitos destes textos é honrar e parabenizar o talento e a genialidade do artista brasileiro, parabéns Iorc, a você toda minha admiração!

Não nos tranquemos dentro de nossas próprias concepções e visões, a arte e a bondade de Deus vão além da nossa redoma gospel, não se limitam apenas aquilo que entendemos ou enxergamos.

Que Deus nos alcance!


2 comentários:

  1. Pensar fora da caixa é essencial e raro atualmente. Sou cristão e ouço as canções de Iorc com brilho nos olhos.
    A beleza com que ele compõe e canta essas canções é extremamente fascinante, Seja ele cristão ou não, indiretamente está pregando o verdadeiro evangelho "ame o próximo como a si mesmo".não desrespeitar a mulher se inclui nesse mandamento no qual muitos pecam fazendo delas um pedaço de carne.
    Parabéns o autor do texto e Ao digníssimo Tiago.

    ResponderExcluir
  2. Pensar fora da caixa é essencial e raro atualmente. Sou cristão e ouço as canções de Iorc com brilho nos olhos.
    A beleza com que ele compõe e canta essas canções é extremamente fascinante, Seja ele cristão ou não, indiretamente está pregando o verdadeiro evangelho "ame o próximo como a si mesmo".não desrespeitar a mulher se inclui nesse mandamento no qual muitos pecam fazendo delas um pedaço de carne.
    Parabéns o autor do texto e Ao digníssimo Tiago.

    ResponderExcluir